Azul

Azul

Deixe-me ver teus olhos, garoto.
Sim, eles são azuis.
Azuis da cor do céu de primavera
Tão belos que refletem luz
Tão sinceros que me fazem acreditar
Nesta felicidade em teu sorriso
Quando ficas a me olhar.
Ah! Teus olhos...
São eles que me despem sem tocar
Que me desejam sem pronunciar
Uma palavra se quer.
São cinza na tormenta
São castos quando sorri
E simplesmente famintos ao tocar
Tua pele em minha pele.
Por isso garoto, tire teus olhos de mim.
É apenas isto, um garoto.
Não te faças de homem!
Não me deixe com esta fome
Pois posso virar loba e te devorar.
Apenas afaste estes olhos de mim
Ou faça com que eu me perca
Na profundidade deste azul sem fim.
Ah, garoto!
Como te quero...

2 Response to "Azul"

  1. Haha Says:

    Eita! Eita! Eita!

  2. Isabel Lessard Says:

    Gostou?? *-*

Postar um comentário

Deixe sua marquinha...